Como cuidar das áreas ressecadas da pele? Descubra aqui

Como cuidar das áreas ressecadas da pele? Descubra aqui
Publicado em: Bem-estar

A pele de todo o corpo precisa de hidratação, mas algumas áreas exigem cuidados especiais porque são mais suscetíveis ao ressecamento

Você já deve ter reparado que, em algumas partes do corpo, a pele costuma ficar um pouco mais desidratada do que em outras. Essas áreas ressecadas precisam de atenção especial e hidratação caprichada para evitar problemas.

O ressecamento provoca prejuízos para a aparência da pele, que fica opaca e áspera. Também aumenta a suscetibilidade para desenvolver problemas, como a dermatite. Foi por isso que conversamos com uma especialista no assunto.

A dermatologista Fabíola Bordin explicou quais são as áreas do corpo com maior tendência para ressecamento, o que deixa a pele ressecada, como evitar que isso aconteça, além de outras informações. Com essas dicas, você terá uma pele muito mais bonita e saudável!

O que causa ressecamento da pele?

O ressecamento da pele está relacionado com a perda de umidade natural da derme e com a baixa produção de oleosidade. Isso pode ser uma tendência do organismo da própria pessoa, mas é uma característica que costuma ser intensificada por fatores externos.

Segundo Fabíola, um desses fatores que pode deixar algumas áreas ressecadas são as doenças de pele, como a dermatite atópica. Porém, o ressecamento acontece igualmente devido a cuidados inadequados. É o caso de tomar banhos muito quentes e demorados.

A pele pode ficar seca demais, também, por causa do uso excessivo de sabonetes, em função da desidratação do organismo, por não usar cremes ou loções hidratantes depois do banho e em decorrência do próprio clima mais seco.

As áreas ressecadas podem, ainda, se relacionar com os diferentes tipos de pele. Pessoas que têm naturalmente uma derme seca precisam adotar cuidados maiores por causa da tendência natural para o ressecamento; o que é diferente das pessoas que têm uma pele oleosa. Porém, todos os tipos de pele precisam de hidratação.

Quais são as áreas do corpo que podem apresentar ressecamento?

É normal percebemos que partes do nosso corpo têm uma pele mais seca do que outras. Fabíola explica o que deixa essas áreas ressecadas: “São áreas que possuem menos glândulas sebáceas e, com isso, a produção natural de hidratação fica prejudicada”.

Geralmente, as regiões que apresentam ressecamento são as pernas, os pés, as mãos e os braços. Vale lembrar que, além de terem menos glândulas sebáceas, essas partes podem sofrer agressões do meio externo, como a exposição à radiação solar.

No caso das mãos, elas podem desidratar em função necessidade de serem lavadas constantemente e pelo contato com produtos de limpeza, como detergente para louças. O uso de calçados abertos também pode intensificar o ressecamento dos pés.

Por tudo isso, é preciso atenção com a pele de todo o corpo, mas ela deve ser ainda mais cuidadosa quando se trata das áreas ressecadas. É importante evitar as agressões excessivas e, ao mesmo tempo, caprichar na hidratação utilizando hidratantes poderosos.

Por que é importante cuidar dessas áreas?

A pele tem uma camada de proteção que ajuda a manter a umidade natural e o equilíbrio imunológico, permitindo que ela se mantenha saudável. O cuidado com as áreas ressecadas é o que vai manter essa camada protetora.

Quando falamos em hidratação, isso parece um assunto de pouca relevância, mas Fabíola reforça que é essencial para a saúde da pele: “Para uma pele ser saudável, ela precisa de um manto lipídico adequado em sua superfície. É muito comum atender no consultório pacientes com doenças de pele em que 90% do tratamento envolve uma hidratação adequada”.

Isso significa que a pele, de um modo geral, mas, principalmente, das áreas ressecadas, precisa ser hidratada. Quando a derme perde essa barreira de proteção, ou quando ela é reduzida, há uma vulnerabilidade para doenças e alergias, além de prejudicar o aspecto da pele.

O prejuízo estético que o ressecamento traz, de acordo com a dermatologista, é uma pele mais opaca e espessa. Além disso, ela conta que o ressecamento em níveis avançados deixa a pele irritada e ainda desencadeia ou agrava diversos problemas, como eczema e dermatites.

Como explicamos, a quebra da barreira de proteção da pele vai afetar também a imunidade dela. Isso significa que o ressecamento favorece infecções por micro-organismos, como os vírus e as bactérias. Então, você precisa hidratar as áreas ressecadas para ter uma pele bonita, macia, livre saudável e menos suscetível a doenças.

Como cuidar para que não ocorra ressecamento?

Para cuidar das áreas ressecadas do corpo, o ideal é adotar diferentes cuidados. Fabíola diz que o primeiro passo que ela recomenda durante as consultas é o cuidado com o banho. Como dito, eles não podem ser muito quentes nem muito demorados, além de ser importante evitar o uso excessivo do sabonete.

A dermatologista também recomenda que o sabonete tenha ativos para a pele com poder hidratante, a fim de promover uma limpeza suave. Logo após o banho, nos três primeiros minutos, é importante aplicar cremes ou loções hidratantes.

A esfoliação ajuda a remover células mortas promovendo a renovação da derme; no entanto, Fabíola alerta que os excessos não são bem-vindos. O ideal é respeitar a frequência de uso recomendada pelo fabricante, dando preferência para os esfoliantes menos agressivos.

Não se esqueça de que a hidratação também precisa vir de dentro, logo, você precisa manter o seu organismo hidratado. Assim, outro cuidado fundamental recomendado por Fabíola é a ingestão de água. Não se esqueça, também, de hidratar muito bem a pele após banhos de mar ou de piscina.

De que forma bons produtos podem ajudar?

Na hora de cuidar das áreas ressecadas, o ideal é investir em bons produtos. A formulação deles traz um diferencial que além de ajudar a prolongar a hidratação da pele, contribui também para a manutenção da camada protetora e são livres de ingredientes que poderiam causar alergias ou outras reações indesejadas.

Fabíola diz que “produtos de qualidade tendem a ser menos abrasivos e, muitas vezes, contêm lipídios e substâncias anti-inflamatórias que ajudam na hidratação da pele e diminuem a tendência de ressecamento e de eczemas”.

Além disso, ela conta que bons produtos têm um poder de hidratação muito maior, prolongando a proteção da pele. Assim, as pessoas que costumam ser esquecidas e não fazem a hidratação diariamente continuam protegidas.

A Granado disponibiliza diversos produtos para um cuidado suave com a pele, garantindo uma limpeza delicada e hidratação profunda para deixar a cútis mais macia, suave e saudável; isso porque são desenvolvidos com ingredientes de origem natural, que hidratam a pele sem deixar aquela sensação gordurosa; são livres de corantes e parabenos, além de terem um perfume agradável e relaxante no corpo.

Contar com bons produtos vai ajudar você a cuidar das áreas ressecadas de uma forma muito mais completa e eficiente, com a certeza de estar aplicando princípios ativos naturais que respeitam a sua pele e garantem um cuidado prolongado.

Descubra como a Granado pode ajudar você a cuidar ainda melhor da sua pele. Entre em contato com a gente para conhecer a linha de produtos!

Carregando...
145 visualização(ões)

Colaborou para este conteúdo

Dra. Fabíola Bordin
Dra. Fabíola Bordin

Formada pela Universidade de Passo Fundo (UPF-RS) em 2007, Fabíola Bordin concluiu residência médica em dermatologia no Hospital Federal dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro e é Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. No Rio de Janeiro, atende na Clínica Juliana Neiva e, desde 2020, realiza também atendimentos em São Paulo.

Comentários
Deixe o seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado