Parabenos e conservantes: veja os riscos de usar cosméticos com esses componentes

Parabenos e conservantes: veja os riscos de usar cosméticos com esses componentes
Publicado em: Bem-estar

Saiba o que são cosméticos com parabenos e veja como escolher melhor seus itens de higiene e beleza

Você já reparou que, de tempos em tempos, notamos novidades em relação aos produtos de beleza? Isso se deve ao fato de que a indústria de cosméticos está em constante inovação e trazendo soluções ainda mais eficientes.

Nos últimos tempos, você deve ter notado vários produtos com rótulos que dizem “não contém parabenos”. Mas por que essa preocupação? E o fato de já ter usado cosméticos com parabenos vai trazer algum risco à saúde?

A verdade é que o não acréscimo de parabenos aos cosméticos, sejam produtos para pele, cabelo ou maquiagem, faz parte de um movimento que busca usar ativos mais naturais e com menos química.

Da mesma maneira que muita gente busca uma alimentação mais benéfica à saúde e com menos conservantes, você também se torna mais saudável usando produtos livres de parabenos, afinal, nossa pele os absorve.

Para você entender o que são eles, se há riscos em usar cosméticos com esse ingrediente e quais as alternativas, conversamos com Fabiola Bordin, que é médica dermatologista e busca unir beleza, saúde e naturalidade. Vamos lá?

Afinal, o que são parabenos?

Parabenos são conservantes amplamente utilizados na indústria de cosméticos, alimentos e medicamentos. Eles têm uma ação que inibe o crescimento de fungos e bactérias.

Na prática, o parabeno é um tipo de composto químico feito em laboratórios a partir de ésteres do ácido 4-hidroxibenzoico com álcoois de cadeia curta. Se você gosta de ler rótulos de produtos, vai saber que o cosmético tem parabeno quando encontrar nomes como metilparabeno, propilparabeno, etilparabeno e butilparabeno.

Vários itens de higiene pessoal podem conter esse conservante na composição, como:

  • desodorantes;
  • hidratantes;
  • esmaltes;
  • óleos;
  • itens infantis (de sabonetes a shampoos);
  • produtos para o cabelo;
  • perfumes;
  • cremes de barbear.  

Por que muitos cosméticos contêm parabenos na composição?

Como falamos, esse tipo de conservante é usado para inibir a presença de micro-organismos que podem deteriorar o produto e até causar algum tipo de dano a nós mesmos.

Fabiola Bordin comenta que, na verdade, eles são “utilizados nos cosméticos há muito tempo com a intenção de fazer o produto ter pouca ou nenhuma ação de agentes infecciosos. Também costumam ser usados para que a fórmula se mantenha estável por mais tempo”.

Dessa forma, são agentes liberados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas que devem ser fiscalizados de perto. “Cada conservante tem um porcentagem máxima a ser utilizada nos produtos. Para que não ocorra toxicidade, a maioria das empresas coloca a quantidade de conservantes abaixo do normal”, explica a especialista.

Mas então, por que muitas marcas de cosméticos, tal qual a Granado, têm optado por fórmulas livres de parabenos? “O que acontece é que utilizamos muitos produtos com conservantes no dia a dia há vários anos. Assim, alguns estudos sugerem que a soma de todos os produtos utilizados pode causar toxicidade ao corpo”, comenta Fabiola.

Quais são os riscos dos cosméticos com parabenos à nossa saúde?

Alguns estudos trazem questões de alergia, irritação e até a possibilidade de desenvolver câncer. Porém, não é preciso se desesperar.

“Existe risco de alergia ou irritação na pele, mas é um risco mais baixo. Entretanto, estudos mostraram alterações hormonais e câncer em pacientes com uso de muitos produtos com parabenos como conservantes. Esse foi o grande motivo que levou a indústria de cosméticos a diminuir o uso de parabenos”, diz a dermatologista.

O fato é que a “endocrinologia classifica os parabenos como disruptores endócrinos. Ou seja, trata-se de um produto que, em excesso, pode causar alterações hormonais sistêmicas e ser o motivo do aparecimento de acne, puberdade precoce e alterações da tireoide, por exemplo”, completa a dermatologista.

Existem alternativas aos conservantes de parabenos?

Fabíola comenta que existem alternativas, mas não é algo tão simples assim. “O grande problema é que produtos novos precisam de testes de eficácia, tolerância e não dano à pele. Porém, isso pode levar de meses a anos para termos os resultados corretos”.

Então, isso significa que a gente fica destinado a usar cosméticos com parabenos? De forma alguma, pois muitas marcas já investem em fabricar produtos sem conservantes.

E quanto à Granado, os produtos da marca têm parabenos?

Os produtos Granado são feitos a partir de ativos vegetais e naturais, sem adição de parabenos. Isso é válido para nossas linhas de cuidados com a pele, perfumes, itens para o cabelo e, claro, a linha Granado Bebê.

Os esmaltes da linha Pink, por exemplo, são produzidos sem a adição de tolueno, parabenos, formaldeído e DBP, todos eles ingredientes que podem causar alergia e o ressecamento das unhas. Enquanto muitos outros esmaltes levam esses conservantes e causam alergia, a linha Pink tem essa vantagem.

Claro que esse cuidado se estende a todos os demais produtos, incluindo nossos dermocosméticos, fazendo com que sua rotina de autocuidado seja ainda mais prazerosa.

Os perfumes também levam apenas essências, álcool neutro e água. Não é à toa que muitos dermatologistas indicam nossas linhas, e nossos sabonetes de glicerina são tão populares, visto que contam apenas com ativos vegetais que melhoram a hidratação da pele.

Usar produtos com menos ingredientes conservantes é interessante para trazer mais saúde. “Isso diminui o potencial irritativo para a pele e evita complicações a longo prazo para o nosso corpo”, pontua Fabiola.

Agora, caso você ainda tenha dúvida se vale ou não usar itens com parabenos, fica a dica da especialista: “acho interessante evitar cosméticos com parabenos. Temos que entender que ele é um bom conservante e que, em níveis baixos, não causa mal à saúde, mas o excesso, sim. E como eles estão em medicamentos, alimentos e cosméticos, vale evitar”, conclui. 

Quer melhorar sua rotina de autocuidado e se proteger do excesso de parabenos? Visite nosso site e compre os produtos para seu dia a dia. Você também encontra itens da Granado em nossas lojas, supermercados e farmácias.

Carregando...
2252 visualização(ões)

Colaborou para este conteúdo

Granado Pharmácias
Granado Pharmácias

Fundada em 1870 pelo português José Antonio Coxito Granado, no coração do Rio de Janeiro, Granado é a botica e a perfumaria mais tradicional do Brasil. Com mais de 150 anos de história, a marca recebeu o título de "Farmácia Oficial da Família Imperial do Brasil" pelo imperador do Brasil, Dom Pedro II. Incorporando extratos de plantas e ervas da exuberante biodiversidade brasileira, e com um profundo conhecimento das propriedades das plantas medicinais e óleos essenciais, a Granado desenvolve os cuidados de pele e fragrâncias combinando naturalidade, preservação do ambiente natural e inovação.

Comentários
Deixe o seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado