Atividade física e bem-estar: entenda a relação!

Atividade física e bem-estar: entenda a relação!
Publicado em: Bem-estar

Não é por acaso: quando a gente faz exercício, se sente muito feliz. E é a ciência que explica, viu? Veja mais a seguir!

Praticar um esporte, alongar-se, sentir o frescor do banho, fazer um lanche e respirar fundo com o sentimento de que nada vai atrapalhar seu dia. Você já deve ter feito isso e se sentido dessa forma, não é? Um misto de relaxamento e disposição para cumprir todas as tarefas da sua agenda, mesmo as mais trabalhosas. Sempre com aquela ideia deliciosa de que nada e ninguém vai tirar seu bom humor.

Pois é, saiba que não é por acaso! Atividade física e bem-estar estão 100% relacionados. Depois de alguns minutos de treino, é natural que nosso organismo fique “contaminado” por uma sensação muito gostosa — tem gente, inclusive, que fica viciada nisso, tornando a prática esportiva um momento recorrente da semana.

A verdade é que seu bem-estar ganha demais com a atividade física frequente, seu corpo também se torna mais resistente e pode se recuperar de problemas de saúde com mais facilidade. Isso, inclusive, é comprovado cientificamente.

Quer mais detalhes sobre a relação entre atividade física e bem-estar? Ótimo! Você está no texto certo. Nós convidamos Rogério Marques, profissional de educação física, para trazer muitas dicas sobre o assunto. Pode ter certeza: ao fim deste artigo, você já estará escolhendo qual esporte praticar, caso não faça, ou saindo para uma corrida. Vamos lá?

Qual é a relação entre atividade física e bem-estar?

Antes mesmo de falar sobre essa relação, Rogério faz questão de frisar o que é bem-estar: “quando a pessoa sente uma boa disposição física, psicológica e espiritual, está tranquila, segura e confortável, isso significa que o bem-estar existe”. Ou seja, não basta apenas ter disposição para trabalhar ou estar saudável, nossa mente também deve se sentir em paz, sem ser contaminada pelo estresse.

É nesse ponto que a prática frequente de atividade física e o bem-estar se encontram. “Existe um hormônio, a endorfina, que é liberado durante e após a prática de atividade física. Ele traz uma sensação de alegria e também diminui mau humor e estresse, aliviando todas as nossas tensões”, explica Rogério.

Inclusive, a endorfina não é o único hormônio liberado. Durante e depois que a gente treina, nosso corpo também fabrica o hormônio do crescimento (GH), responsável pela queima de gordura, e as catecolaminas, que turbinam nosso metabolismo.

Vale qualquer atividade física pra se sentir bem?

Sim! Todo tipo de exercício ajuda na liberação desses hormônios. Valem tanto os aeróbicos, como natação, corrida ou caminhada, quanto os anaeróbicos, a exemplo da musculação e dos treinos funcionais. Mas um fato é que, quanto maior a sua frequência fazendo a atividade, mais endorfina e outros hormônios seu organismo recebe. Por isso, a constância na prática esportiva ajuda na saúde física e mental como um todo.

E durante a pandemia, qual foi o impacto nas atividades físicas?

Apesar de muitas academias ficarem temporariamente fechadas, Rogério não viu a quarentena causada pela Covid-19 como algo que diminui a prática de esportes. Afinal, a tomada de consciência por cuidar da saúde cresceu muito nas pessoas, de uma forma geral.

O educador físico pontua que, desde 2020, tem visto pessoas treinando muito em casa, seja com professores ou em plataformas online. “Sinto uma tomada de consciência muito grande. Tenho relato de alunos que estão cumprindo bem a rotina em casa”, comenta.

Com certeza, são pessoas que entendem a relação entre bem-estar e atividade física, certo? E a OMS até mudou as recomendações. “Antes, o recomendado era fazer 150 minutos semanais de treino. Hoje, fala-se em 300 minutos de atividade física moderada ou 150 minutos semanais de atividade intensa”, conta o professor.

Há alguns estudos que também associam a prática de atividade a mais saúde na pandemia. Um deles aponta que a constância nos esportes gera um maior número de anticorpos depois que nos vacinamos. Na prática, as chances de adoecer e de internações são ainda menores. Bacana, não é?

Como podemos colocar o esporte na nossa rotina?

Se você ainda não faz parte dessa turma que ama treinar e queimar energia, Rogério Marques ajuda com algumas dicas. Vamos a elas!

Descubra o que gosta de fazer

“A atividade perfeita é aquela que você gosta, assim, quanto mais vezes praticar, melhores serão os benefícios. Isso traz fluidez à rotina”, destaca o profissional. Então, que tal fazer alguns testes? Tem os benefícios da corrida, da ioga, da pedalada, das artes marciais… Vá experimentando até encontrar o que motiva você nessa prática.

Conte com a orientação de um professor

Nem precisa ser de forma permanente, viu? Mas essa orientação é uma forma de malhar com segurança, sem risco de lesão, por exemplo. “O seu professor também pode diversificar as atividades, criar novos desafios e, automaticamente, motivar você”, diz Rogério. Qualquer pessoa pode se exercitar uma ou duas vezes com seu instrutor, mesmo de forma virtual, e seguir malhando por aplicativos e plataformas.

Tenha metas

O segredo, aqui, é ter metas de curto, médio e longo prazos. Se você foca só nas de longo prazo, o risco de desistir é grande. “Então, desafie-se a treinar três vezes por 30 minutos no primeiro mês. No segundo mês, quatro vezes. Aí você vai acompanhando sua evolução”, sugere o especialista.

Dá pra fazer atividade física dentro de casa com bons resultados?

Claro que é possível! Rogério comenta que podemos fazer atividade usando o peso do nosso próprio corpo, com acessórios que temos em casa — como cadeira, banco, garrafas pet cheias etc. — ou com itens comprados.

“Não é à toa que esse segmento esportivo lucrou tanto na pandemia”, brinca o educador físico. Entretanto, para garantir que você esteja malhando do jeito certo e não vai se lesionar, é importante contar com o auxílio de um treinador, como falamos.

Como melhorar a sensação de bem-estar depois da atividade física com a ajuda da Granado?

Que tal potencializar a sensação de bem-estar vinda da atividade física com produtos da Granado? Alguns cuidados simples vão fazer seu bom humor chegar nas alturas! Começando pelo básico: um banho bem gostoso com nossos sabonetes de glicerina.

São várias opções, como o Bossa ou o Eucalipto, que ainda são enriquecidos com manteiga de murumuru, que deixa a pele radiante. Depois do banho, é o momento ideal para passar um hidratante na pele, que, além de hidratar, deixa um cheirinho muito especial. A Granado tem muitas opções, como o de Castanha do Brasil, um dos mais queridos.

E se você ama fazer esporte mais no fim do dia, pode usar os sachets da linha Pink para um escalda-pés que ajuda a relaxar ainda mais. Vale até acender uma vela perfumada, tornando o momento mais aconchegante.

Viu só como saúde, atividade física e bem-estar estão interligados e podem ajudar você a ter um dia a dia mais prazeroso? A gente espera que todas essas dicas tenham enchido você de vontade de se cuidar mais, para manter a autoestima em dia.

E tem mais! Nosso convite é que você continue lendo sobre autocuidado e veja nosso guia para cuidar da beleza dentro de casa. Tem uma dica mais especial que a outra!

Carregando...
941 visualização(ões)

Colaborou para este conteúdo

Rogério Marques
Rogério Marques

Rogério Marques é profissional de Educação Física com mais de 30 anos de experiência e bons resultados no mercado do Fitness. Criador de duas Plataformas Digitais de Treino/Dieta: Local de Resultado e Clube da Melhor Forma. Co-autor livros: Personal Moderno e Emagrecimento Moderno. Instagram: @rogeriomarquesteam

Comentários
Deixe o seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado